3 profissões no futuro que os robôs não vão roubar

Veja os profissionais que estarão seguros durante a revolução profissional das máquinas. Pelo menos por enquanto.

O tempo passa e sempre surge essa grande questão que faz muitas pessoas pensarem nas mudanças causadas pela tecnologia: os robôs vão roubar nossos empregos?

Pensando em algumas das profissões de antigamente elas parecem até coisas pré-históricas. Telefonista? Arrumador de pino de boliche? Chega a ser engraçado pensar que existiam pessoas dedicadas a esse tipo de atividade no passado.

A tecnologia vem acelerando cada vez mais, e apesar de várias profissões e até negócios terem deixado de existir (foi mal, locadoras de DVD), essa evolução também permite que profissionais encontrem novas oportunidades ou evoluam ainda mais suas ocupações atuais.

Apesar de a tecnologia conseguir executar vários tipos de tarefas muitas vezes de forma até mais eficiente que nós humanos, podemos ver que ainda falta um longo caminho até inteligências artificiais conseguirem reproduzir fielmente atividades que envolvem um nível mais elevado de habilidades interpessoais.

Separamos aqui três profissões atuais que estão protegidas de serem dominadas por robôs, pelo menos por enquanto. Ah, é claro que todas essas profissões são abordadas em cursos das escolas parceiras da Provi:

Programadores

Esses aqui já são famosos entre as profissões protegidas. Responsáveis máximos por dar vida às linhas de código que a maior parte das pessoas não consegue nem entender, bons programadores precisam de várias habilidades além de conhecimento de código.

Além de criar toda a lógica de programação necessária para cada projeto, esses profissionais também precisam ter uma visão do todo, antecipando problemas que podem surgir ao longo do projeto e fazendo um bom trabalho em equipe para entender as necessidades de cada parte envolvida no trabalho.

Product managers

Falou de relacionamento, falou de product managers (gestores de produtos). Esse tipo de profissional está muito presente em empresas de tecnologia, e é responsável por criar novos produtos para serem trabalhados pela empresa e acompanhar todo o processo de desenvolvimento, da ideação até o lançamento.

Existem product managers especializados em diferentes pontos do processo de gestão de produto, como programação, user experience e mesmo comunicação, mas esses profissionais precisam ter uma ampla gama de conhecimentos para garantir que podem auxiliar os diversos profissionais envolvidos ao longo do processo de cada produto.

Inside sales

Esse é o tipo de vendedor especializado em realizar vendas de dentro da própria empresa. Ele se difere do vendedor tradicional porque usa ferramentas tecnológicas para otimizar seu trabalho, reduzindo os custos envolvidos no processo de vendas e maximizando os retornos do seu trabalho.

Assim como o vendedor tradicional, o inside sales também precisa ser capaz de um alto nível de conexão com seus clientes. Ele deve se aproximar a fundo do cliente para entender suas necessidades e objetivos, e assim propor as soluções que mais fazem sentido naquela situação.


Independentemente da sua carreira, o importante é a consciência de que bons profissionais estão constantemente buscando desenvolvimento profissional. Entender quais as tendências e necessidades do mercado e como você pode se preparar frente a essas mudanças é um requisito do profissional do futuro.

Faça cursos, participe de eventos, leia publicações especializadas e busque acompanhar as novidades. Existe muito conhecimento espalhado por aí, e quem correr atrás vai garantir uma posição de destaque no mercado.

E não esquece que você pode contar com a Provi sempre que quiser dar um passo além na sua carreira, seja nessas ou em outras profissões. Clique e conheça nossas escolas parceiras.

Nova call to action

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.