Como construir um perfil no LinkedIn e ter sucesso

Vale a pena investir um tempinho nesse seu cartão de visitas virtual e aumentar a sua visibilidade profissional. Veja como construir um perfil no LinkedIn e ter sucesso!

Com mais de 706 milhões de usuários espalhados pelo planeta, o LinkedIn não precisa ter medo de se chamar a maior rede social profissional do mundo.

Embora esse número pareça pequeno quando comparado a gigantes como o Facebook e seus mais de 2 bilhões de usuários ativos, o foco do LinkedIn na temática profissional e suas funcionalidades exclusivas fazem com que essa rede seja de fato uma ótima ferramenta para quem quer ampliar suas conexões profissionais.

Criar e manter um perfil chamativo no LinkedIn é uma ótima maneira de reforçar seu marketing pessoal e construir uma imagem profissional positiva, o que pode ser muito útil na hora de procurar um emprego, por exemplo.

Profissionais de recrutamento e seleção podem usar o LinkedIn como ferramenta de busca por profissionais de diversas áreas, e vale a pena investir tempo construindo um perfil que vai se destacar nessa hora.

Para ajudar você a criar ou atualizar sua página pessoal no LinkedIn, separamos alguns pontos importantes para ficar de olho e também algumas dicas do que fazer ou não fazer na rede.

Foto e imagem de capa

O clichê é verdade: uma imagem vale mais que mil palavras. Escolha uma foto de perfil e imagem de capa que refletem quem você é e como você quer se posicionar. Há quem diga que LinkedIn é o novo Tinder, mas pode ser que usar uma foto na balada, com grupo de amigos ou coisa do tipo não seja a melhor ideia aqui.

Como regra geral, procure usar uma foto que deixe seu rosto bem visível, mas não precisa se travar na pose 3×4 – seja natural. Sorria ou mantenha uma cara mais séria, o que for mais alinhado com o seu perfil. Escolha alguma roupa que você se imagina usando no trabalho, por exemplo, e opte por fundos limpos e neutros, como uma parede limpa ou algum espaço de escritório.

Se você trabalha ou quer trabalhar com alguma área mais criativa, essa pode ser a hora de mostrar um pouco do seu talento. Editar sua foto fazendo fundos gráficos, usar cores vivas e coisas do tipo também pode ser uma boa ideia – o importante é que essas imagens sejam condizentes com seu perfil e objetivo.

Link personalizado

Nem todo mundo sabe, mas é possível personalizar a URL do seu perfil ao invés de usar o link padrão criado pela plataforma. Por exemplo, esse é o link do CFO da Provi, Mario Perino, no LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/perinomario/

Fazer um link personalizado pode não apenas deixar seu perfil mais organizado e bonito como também mostrar que você se preocupou em ter esse cuidado extra na hora de fazer esse cartão de visita virtual.

Para saber como personalizar o link do seu perfil é só acessar esse artigo feito pelo próprio LinkedIn.

Título e resumo

O título é o texto que aparece logo abaixo do seu nome no perfil, e a dica aqui é colocar o cargo ou área que você atua ou deseja atuar, como “Analista de Marketing”, “Advogado de Direito Sanitário” ou “Desenvolvedor Front-end”. Também pode ser legal colocar a sua empresa atual, como o Luciano, CTO da Provi.

Dica: embora algumas pessoas costumem colocar no título algo como “buscando recolocação” e coisas do tipo quando estão procurando emprego, essa pode não ser uma boa ideia. Colocar o cargo ou área em que você deseja atuar ao invés de textos como “procurando oportunidades” faz com que seu nome apareça para recrutadores que procurarem esses termos.

Já o resumo deve ser uma breve apresentação sobre quem você é como profissional. Evite textos muito longos e foque nas informações mais importantes sobre você como área de atuação, experiências passadas, interesses e objetivos profissionais.

Tanto para o título quanto para o resumo, lembre-se de que é importante inserir palavras que podem ser usadas por recrutadores buscando profissionais. Se você quer aparecer em buscas relacionadas a User Experience, garanta que termos como UX e mesmo User Experience estejam presentes nesses textos.

Regra geral: preencha tudo o que puder

Qualquer ferramenta de buscas depende da qualidade das informações disponíveis para oferecer bons resultados, e isso também acontece no LinkedIn.

Em um artigo do Nubank, o diretor-geral do LinkedIn, Milton Beck reforçou a importância de de preencher todos os campos disponíveis no seu perfil com informações completas, verdadeiras e atualizadas para melhorar a visibilidade do seu perfil. Aqui vão dicas para algumas seções específicas:

Experiência profissional

Adicione todas as suas experiências profissionais e tente sempre vincular cada uma com as páginas oficiais das respectivas empresas.

Na descrição de cada experiência evite textos muito extensos e tente organizar as informações mais relevantes em tópicos, deixando a leitura mais fácil e atraente. Uma boa ideia é adicionar mídia externa como links e fotos relacionados ao que você fez durante aquela experiência.

Informações acadêmicas

Já falamos a importância de preencher todos os campos, e no artigo acima o diretor-geral do LinkedIn reforça reforça:

“Lembre-se de incluir onde estudou e o curso. Aqueles que incluem esses detalhes conseguem até 11 vezes mais visualizações em seu perfil”.

Aqui você também pode usar a descrição para destacar alguns pontos mais importantes ou interessantes da sua trajetória acadêmica e dar mais valor a essa informação.

Certificados e habilidades

Essa é mais uma chance de destacar informações relevantes sobre seu perfil profissional.

Vale a pena listar seus certificados e disponibilizar links para as instituições que emitiram cada um deles como forma de reforçar seu conhecimento ou habilidade em assuntos específicos, o que pode ser um diferencial para algumas áreas de atuação.

Inserir habilidades também ajuda a mostrar qual a sua área de atuação e destacar seus pontos fortes, o que pode ser maximizado quando suas conexões reconhecem e apoiam as habilidades listadas no seu perfil.

Como construir um perfil no LinkedIn: seja ativo!

Apesar de a presença de algumas pessoas no LinkedIn já ter virado até motivo de piada, como o tema do grupo no Facebook “Grupo onde fingimos ser empreendedores emocionados do LinkedIn“, manter a atividade na rede pode ser uma ótima forma de aumentar a sua visibilidade.

Ao invés de #mudar #seu #mindset e sair publicando e compartilhando tudo que aparece pela frente com um viés motivacional, deixe que sua presença no LinkedIn reflita seus interesses e objetivos de forma natural e verdadeira.

Ser ativo não significa que você precisa necessariamente começar a escrever ou publicar conteúdo próprio na rede. Apesar de essa produção de conteúdo ser algo a se considerar, o simples costume de curtir, comentar ou compartilhar publicações na rede podem ajudar você a alcançar mais pessoas e aumentar a visibilidade do seu perfil.


Agora que o seu perfil já está bem organizado e completo, aproveite o objetivo final de uma rede social: conecte-se com outras pessoas. Busque colegas de trabalho, profissionais que você admira, pessoas que trabalham nas empresas que você deseja ou em cargos que você quer atingir e use o LinkedIn como forma de iniciar uma conversa com essas pessoas. Não tenha vergonha, se quiser até me adicionar por lá, manda ver!

E se enquanto você mexer no seu perfil perceber que chegou a hora de investir um pouco mais no seu desenvolvimento profissional, não esqueça que a Provi está aqui para te ajudar a transformar sua carreira.

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.