Dica da Provi: solta o som

Aqui vai uma lista de músicas para agradar vários estilos diferentes, mas com garantia de qualidade oferecida pelo Matheus. Ou não. Dica da Provi na área!

Músicas são algumas das coisas mais universais que existem. Elas podem servir para fazer chorar, sorrir, lembrar, arrepiar, amar, extravasar… não é exagero falar que cada música tem uma situação certa para ser ouvida, além de ter o poder de potencializar o que quer que você esteja sentindo em cada momento.

Hoje a dica da Provi fica por conta do Matheus Torrano, também conhecido como eu (isso só funciona para mim mesmo, você deve me conhecer como “ele” ou “você”, ou, muito provavelmente, não me conhece de jeito nenhum).

Bom, eu reforço a equipe de Marketing aqui da Provi e sou apaixonado por música – acho que já deu para perceber essa última parte. Sem mais delongas, aqui vai uma lista de artistas, álbuns e músicas que eu gosto demais e podem agradar seus ouvidos também.

Solta o som

Eu realmente gosto muito de música, tanto que quase sempre estou ouvindo alguma coisa. Enquanto trabalho, enquanto faço exercício, enquanto cozinho, enquanto tomo banho, enquanto dirijo, enquanto leio – qualquer coisa é desculpa para ouvir alguma música boa.

Print do Meu Spotify 2018 do Matheus Torrano

Geralmente acabo preso naqueles ciclos infinitos de começar a ouvir algum álbum, música ou playlist e repetir até enjoar, mas tirando isso acho que tenho um gosto bastante variado (até comentei um pouco sobre isso nesse artigo sobre criatividade), e nunca esqueço de quando minha retrospectiva do Spotify em 2018 mostrou que meus artistas mais ouvidos tinham sido Criolo, Turma do Pagode, System Of A Down, The Strokes e Zeca Pagodinho.

Apesar de ser impossível agradar todo mundo, separei alguns álbuns que estão entre os meus preferidos para compartilhar por aqui. Aqui vai:

Book Of Shadows – Zakk Wylde

Zakk Wylde - Book of Shadows

O Zakk Wylde já foi guitarrista do Ozzy Osbourne e é fundador e líder da banda Black Label Society, mas esse álbum solo dele acredito ser o álbum que eu mais gosto. É um álbum de rock com algumas músicas mais engraçadas, outras mais tristes, outras mais pesadas e tudo no fim da conta, formando um álbum sensacional que eu recomendo muito. Menção honrosa também para o álbum pride & glory de outra banda do Zakk Wylde, especialmente as músicas Losin’ Your Mind e Machine Gun Man.

Tim Maia 1970 – Tim Maia

Tim Maia

Eu comecei a ouvir Tim Maia quando era pequeno por causa de alguns álbuns que meu pai tinha em casa, e até hoje acho esse cara um músico absurdamente bom. Recentemente eu li a biografia dele escrita pelo Nelson Motta, Vale Tudo: O som e a fúria de Tim Maia, e achei o livro extremamente interessante para saber mais da vida absurda que o Tim Maia levava, com todas as histórias bizarras envolvidas e o momento que a música nacional vivia. Além desse álbum vale muito a pena ouvir também os discos da “fase Racional” e outras músicas como A Festa Do Santo Reis, Salve Nossa Senhora e Réu Confesso.

Into The Wild – Eddie Vedder

Eddie Vedder

Eu não sou nenhum grande conhecedor de Eddie Vedder ou Pearl Jam, mas esse álbum é incrível. Ele é a trilha sonora para o filme que tem o mesmo nome do álbum (Into The Wild) e também é um dos meus filmes favoritos, e já aproveito para também recomendar o livro escrito por Jon Krakauer que fala da mesma história. Uma das minhas músicas preferidas do álbum é a Far Behind

Natiruts Acústico no Rio de Janeiro – Natiruts

Natirus

Enquanto Tim Maia vem com a referência do meu pai, Natiruts é uma banda que a minha mãe adora, e esse álbum é absurdamente gostoso de se ouvir. Vale a pena conferir não só o áudio mas também os vídeos da gravação, que tem um cenário lindo e combinou demais com o som. Uma das minhas preferidas aqui é a Andei Só, e fica também a indicação de uma que não aparece no álbum mas é uma das que a minha mãe mais gosta: Naticongo.

Reanimation – Linkin Park

Linkin Park

Esse disco é um álbum remix de várias músicas do Linkin Park, e eu curto demais ouvir principalmente durante o trabalho para dar uma acelerada. Eu ouvia muito Linkin Park quando era mais novo, e ainda gosto demais de várias músicas da banda, mas esse álbum trouxe uma abordagem diferente que achei muito interessante e gostei de conhecer. Uma das faixas que eu curto mais aqui nesse álbum é a Plc.4 Mi Hæd.

Abaixo de Zero: Hello Hell – Black Alien

Black Alien

Esse é o álbum mais recente dessa lista, lançado pelo Black Alien em 2019, e é um dos que é mais fácil de entrar no ciclo de ouvir sem parar. Cheio de rimas criativas, textos que fazem pensar e batida gostosa demais de ouvir, vale a pena demais parar um tempinho para ouvir esse disco. A segunda faixa é, provavelmente, a minha preferida: Carta Pra Amy. Vale também buscar algumas músicas mais antigas do Black Alien, como a Umaextrapunkprumextrafunk.

Daria para fazer uma lista muito maior, e infelizmente essa ainda deixou muita coisa boa de fora, mas já é um começo. Se você quiser conferir mais um pouco do que eu costumo ouvir, tenho algumas playlists no Spotify que podem agradar. Para conferir é só clicar aqui.

É isso!


Muito interessante, Matheus!

Risos.

Enfim, é isso mesmo! Se você quiser conferir outras dicas que a galera da Provi já compartilhou por aqui é só continuar acompanhando o blog da Provi. Estamos sempre publicando conteúdo novo para manter você sempre aprendendo e descobrindo coisas novas.

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.