O impacto da pandemia no ensino superior em números e as alternativas para superar esse momento

A pandemia impôs diversos desafios para a educação; um dos principais deles são as dificuldades financeiras que impedem a conclusão dos cursos. Continue lendo para entender esse cenário e conhecer a solução que a Provi traz para ajudar alunos universitários nesse momento.

A conquista do diploma de graduação é parte dos sonhos de milhares de brasileiros e, nos últimos anos, com a facilitação do acesso ao ensino superior através das políticas públicas, ferramentas e tecnologias instauradas, foi possível tornar esse desejo em realidade, transformando a vida de muitas pessoas através da qualificação profissional e acesso a melhores oportunidades no mercado de trabalho.

Entretanto, com a pandemia causada pela Covid-19, muitos tiveram que repensar os planos e adiar a conclusão da faculdade – principalmente por questões financeiras. Dados preliminares de pesquisas elaboradas ainda no ano passado, como a aplicada pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp), indicam que 608 mil alunos trancaram o curso em 2020 – isso somente nas instituições privadas. 

As dimensões do impacto

Apesar de as universidades públicas serem gratuitas, situações como o desemprego e a perda de renda – que acometeram muitas famílias nesse período – não facilitam o cenário. 

Para os que passam por problemas financeiros, não é tarefa fácil se adequar ao ensino remoto, que exige no mínimo uma conexão com a internet e um computador ou celular. A ausência ou baixa qualidade desses pode prejudicar o acompanhamento das aulas e, consequentemente, a permanência no curso.

Outro percentual que também subiu após o início da pandemia foi o da inadimplência – segundo a mesma pesquisa do Semesp, a taxa cresceu 51%. Um último número do levantamento que demonstra os impactos da crise na formação educacional: houve uma queda de 19,8% na entrada de novos alunos durante o segundo semestre, principalmente nos cursos que originalmente eram presenciais.

Conheça o Impulso Provi

Tendo todas essas questões em vista, as próprias instituições de ensino superior passaram a oferecer medidas para apoiar os alunos e incentivar a permanência no curso, como bolsas de estudo, descontos e financiamentos próprios. Mas o que fazer se a sua universidade não oferece nenhuma alternativa desse tipo? Desistir não precisa uma opção! A Provi pode te ajudar nesse momento.

O Impulso é um crédito estudantil que pode ser solicitado exclusivamente por estudantes com mais de 18 anos no último ano de graduação. É 100% online, sem burocracia e não precisa de comprovação de renda. Os estudantes aprovados para receber o Impulso recebem um valor de R$ 400,00 mensais por 6 ou 12 meses, conforme o mês de término da graduação.

Esse tipo de iniciativa é fundamental nesse momento, e não apenas por conta dos números de evasão que vimos acima. Pensando a longo prazo, a impossibilidade de continuar os estudos atrasa os planos de carreira, muda as perspectivas de ingresso ao mercado e reflete em diversas projeções negativas, como déficit de profissionais qualificados e limitações de renda.

Como solicitar o Impulso?

Para se inscrever, basta acessar a página do Impulso e preencher os dados de cadastro. Feito isso, faremos uma pré-análise para entender qual a melhor opção de crédito disponível para você. Depois, é só ficar atento a sua caixa de entrada para acessar a plataforma e finalizar o cadastro, incluindo o envio de alguns documentos, como documento de identidade, comprovante de matrícula e histórico escolar.

Conhece alguém que está precisando de um Impulso para terminar a faculdade? Não deixe de indicar essa solução para contribuir com a nossa missão de transformar a educação no Brasil.

Veja mais sobre o autor

Carolina Sime

Analista de Marketing aqui na Provi, me encanto por cultura, entretenimento e inovações que busquem impactar positivamente o mundo.