O que é um plano de ação escolar, qual é o objetivo e como fazer?

Aprenda o que é um plano de ação escolar e como esse material pode ser essencial para alavancar o sucesso da sua instituição de ensino.

A gestão de uma escola não é um desafio fácil. Além de cuidar de todos os assuntos administrativos da empresa, profissionais da área também precisam se preocupar com a satisfação dos estudantes e a qualidade do ensino, garantindo que seja oferecido um serviço de alta qualidade para se destacar no mercado.

Buscando garantir que a escola consiga se manter lucrativa e crescendo ao longo do tempo, é comum que elas façam uso de um plano de ação escolar. Se você quer saber como trazer essa prática para a sua organização, confira mais detalhes abaixo.

O que é um plano de ação escolar

Um plano de ação escolar é um planejamento documentado que descreve como a organização vai priorizar suas atividades ao longo do ano e trabalhar para alcançar seus objetivos.

Com um bom plano de ação escolar em mãos, a escola é capaz de agir com mais foco e eficiência, melhorando os resultados de todo o trabalho ao longo do tempo.

Embora o plano de ação escolar deva mapear todas as atividades e objetivos da organização ao longo do tempo, ele também precisa ter espaço para mudanças e imprevistos – algo que ficou claro quando milhares de escolas precisaram se adaptar do dia para a noite por conta da pandemia da Covid-19.

Qual é o objetivo do plano de ação?

Independentemente de quais sejam os projetos listados no plano de ação escolar, o objetivo desse material é garantir que todas as pessoas envolvidas na operação dessa instituição, de gestores a professores, possam acompanhar e trabalhar juntos rumo aos objetivos traçados.

Similar ao plano de gestão escolar, esse material é essencial para que tanto as atividades administrativas quanto as iniciativas pedagógicas executadas pela escola estejam alinhadas e focadas em atingir os melhores resultados possíveis e contribuir para o sucesso da organização.

Como fazer um plano de ação escolar?

Se o propósito do plano de ação escolar é guiar a escola e seus profissionais ao longo do tempo em todos os seus projetos e atividades, é importante garantir que o documento seja claro e objetivo, minimizando margens para erros.

Com isso em mente, confira agora os 8 principais passos para criar um plano de ação escolar.

1. Definir objetivos

Antes de pensar nas atividades a serem feitas, é preciso definir quais são os objetivos a serem alcançados pela escola.

Embora definir objetivos possa parecer um pouco abstrato e amplo demais, uma forma simples de começar a fazer isso é simplesmente perguntar aos profissionais da instituição o que cada um deles deseja conquistar, como escola, ao fim do período compreendido no plano.

Envolver toda a equipe nesse exercício vai trazer uma visão abrangente das necessidades e metas da escola, como: 

  • Melhorar a retenção de estudantes nos cursos
  • Aumentar o número de matrículas
  • Reduzir gastos para melhorar a saúde financeira da escola
  • Aumentar o ticket médio dos estudantes
  • Lançar um novo curso alinhado às tendências do mercado

Caso a lista fique  muito extensa, é necessário priorizar quais serão os principais objetivos da escola para garantir que o plano de ação traga foco nas atividades e aumente as chances de sucesso da organização.

2. Criar metas

Com os objetivos definidos e priorizados, é hora de estabelecer as metas que devem ser batidas para que esses objetivos sejam alcançados ao final do período.

Pegando como exemplo o objetivo citado acima de melhorar a retenção de estudantes nos cursos, podemos pensar nas seguintes metas:

  • Objetivo: Melhorar a retenção de estudantes nos cursos
    • Meta 1: Aplicar pesquisas periódicas de satisfação com os estudantes para identificar pontos de melhoria
    • Meta 2: Entrevistar 10 estudantes que abandonaram os cursos para entender o que aconteceu em cada caso
    • Meta 3: Realizar 2 melhorias nos processos/cursos da escola com base nas informações coletadas

Essas metas devem ser alcançáveis, mensuráveis e disponíveis para todas as pessoas envolvidas na operação da escola para que sejam eficientes. É importante também garantir que cada meta tenha uma pessoa responsável por fazer ela acontecer, evitando que algo fique perdido ao longo do caminho e comprometa o sucesso do objetivo final.

3. Fazer o planejamento financeiro

Sendo a escola também uma empresa, é necessário que o plano de ação escolar conte também com um bom planejamento financeiro para garantir que os objetivos traçados sejam alcançados sem complicações para a saúde financeira do negócio.

Além de contribuir para identificar oportunidades de redução de gastos, o planejamento financeiro também vai mostrar quais os recursos financeiros necessários para executar as atividades planejadas rumo aos objetivos planejados.

Garanta que todas as despesas, receitas, reservas financeiras e necessidades de investimento estejam na ponta do lápis desde o início para evitar surpresas desagradáveis no final.

Esse momento também pode ser uma oportunidade para encontrar parceiros que contribuam para a gestão financeira da sua escola e que ainda consigam melhorar seus resultados por meio de receitas incrementais.

Se você quer saber como a sua escola pode se beneficiar de uma solução completa de checkout para aumentar as suas vendas sem esforço, entre em contato com a nossa equipe.

4. Planejar ações

Com objetivos, metas e planejamento financeiro prontos, é hora de planejar quais serão as ações realizadas pela escola e seus profissionais ao longo do período para alcançar os resultados esperados.

Novamente, é importante garantir que tanto os colaboradores administrativos quanto os professores estejam alinhados em relação às ações a serem desenvolvidas, já que todos vão contribuir em diferentes frentes para que o plano seja totalmente cumprido.

As ações podem ser planejadas a partir das metas definidas anteriormente. Usando um dos exemplos acima, podemos desenvolver o seguinte:

  • Meta: Aplicar pesquisas periódicas de satisfação com os estudantes para identificar pontos de melhoria
    • Ação 1: Desenvolver pesquisa de satisfação a ser aplicada
    • Ação 2: Definir a periodicidade de aplicação das pesquisas
    • Ação 3: Criar um processo para aplicação das pesquisas, coleta e análise dos dados, e análise dos resultados obtidos
    • Ação 4: Compartilhar resultados com a equipe para elaboração conjunta de medidas de melhoria

5. Estabelecer o cronograma

Após mapear todas as ações a serem realizadas ao longo do período coberto pelo plano de ação escolar, é importante estabelecer um cronograma para que todas as atividades sejam executadas dentro do esperado.

É comum que esse tipo de plano seja realizado anualmente, então você pode estabelecer um cronograma que considere a execução dessas ações ao longo do ano de forma factível, garantindo uma evolução tranquila ao longo do tempo.

Esse passo é essencial para garantir o comprometimento de todas as pessoas envolvidas no plano de ação escolar, que devem ser acompanhadas para que realizem suas entregas dentro dos prazos estabelecidos.

6. Definir os envolvidos

Como já foi dito anteriormente, é essencial que os objetivos, metas e ações do plano de ação escolar tenham definições claras de responsáveis e outras pessoas envolvidas para tirar aquilo do papel.

Garanta que toda a equipe saiba o que deve fazer individualmente para que o trabalho de todos esteja alinhado e contribua para o sucesso do plano.

7. Comunicar e colocar em prática

Assim como em qualquer trabalho em equipe, a comunicação também é essencial para a boa execução do plano de ação escolar.

Crie processos e mecanismos para garantir que as pessoas estejam cientes de como está caminhando a evolução do plano de ação escolar, quais pontos precisam de atenção extra e se existe algo que precisa ser adaptado em relação ao plano original.

Realizar reuniões gerais e apresentações para toda a equipe pode ser uma boa forma de manter todos alinhados enquanto as ações planejadas são executadas.

8. Acompanhar e registrar o desempenho

O plano de ação escolar é um material vivo, que deve ser acompanhado ao longo do tempo e constantemente melhorado.

Com objetivos, metas e ações claras, não deixe de acompanhar a evolução do plano e registrar tudo o que acontece para garantir que a escola está caminhando no sentido certo ou se é necessário realizar alguma mudança ou adaptação no meio do caminho.

Ter um registro dessa trajetória vai ser muito útil para que o seu próximo plano de ação escolar seja ainda mais bem sucedido, evitando falhas e erros que podem surgir durante a execução do primeiro planejamento.

Exemplo de plano de ação escolar

Se você quer mais um exemplo de como o plano de ação escolar se parece na prática, pode conferir aqui o planejamento de uma escola municipal da cidade de Arapongas, no estado do Paraná.

Nesse material você vai ver o plano elaborado pela instituição para o ano de 2016 e como o passo a passo apresentado acima contribui para o documento final que norteia as atividades da escola ao longo do ano.

Conclusão

O plano de ação escolar é um material essencial para garantir o foco da escola nos seus principais objetivos e o alinhamento da equipe ao longo do ano.

Esse planejamento ajuda não só a entender o que deve ser feito pela instituição, como também qual é a melhor maneira de colocar tudo em prática para atingir o sucesso no final de todo o trabalho.

Se um dos objetivos da sua escola é aumentar o número de matrículas, alavancar a receita e garantir a satisfação dos estudantes, entre em contato com a equipe da Provi. Nossa solução completa de checkout já foi testada e aprovada por centenas de parceiros que viram na prática como nós estamos revolucionando o acesso à educação no Brasil e contribuindo para o crescimento das instituições de ensino.

New call-to-action

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.