Como o acesso à educação pode mudar vidas

Instituições de ensino podem mesmo transformar a vida das pessoas, mas o acesso à educação não pode ter barreiras. Veja como a Provi pode ajudar nesse desafio.

A educação transforma vidas.

Em uma sociedade com tantas desigualdades das mais diversas características e discordâncias sobre milhares de assuntos diferentes, poucas certezas são absolutas como a capacidade de transformação exercida pela educação.

Do ensino infantil até a jornada universitária e os cursos técnicos e profissionalizantes, não faltam instituições de ensino que usam exatamente essa certeza em sua comunicação e fazem propaganda sobre como elas podem ajudar seus estudantes a mudar de vida.

Mas quais vidas podem realmente aproveitar essa chance?

As barreiras do acesso à educação

Embora a educação seja um dos direitos fundamentais previstos na Constituição brasileira, na realidade o que acontece é muito diferente.

Sabemos de centenas de histórias de pais que trabalham incansavelmente para ter condições financeiras de oferecer educação de qualidade aos seus filhos desde seus primeiros anos, assim como pessoas que lutam para conciliar empregos e cursos de graduação pois sabem a importância de uma boa formação para alcançar uma qualidade de vida maior no futuro.

Apesar da existência de escolas e universidades públicas que oferecem educação gratuitamente, a alta concorrência por vagas faz com que uma parte mínima da sociedade possa aproveitar essas opções.

Na falta de alternativas gratuitas, resta buscar opções pagas.

Mas quem consegue ter dinheiro para investir em educação depois de usar uma renda de R$1.065,00 (média per capita brasileira no primeiro trimestre de 2021) para pagar aluguel, água, energia, internet, alimentação e despesas médicas?

Com mais de 47% da população distribuída nas classes C, D e E, investir R$500, R$250 ou mesmo quantias menores na realização de um curso se torna algo inviável, e o ganho de renda prometido por essa educação fica inacessível exatamente pela falta de renda. É o dilema do ovo e da galinha aplicado na educação.

Resolvendo o dilema do acesso à educação

É claro que as instituições de ensino privadas precisam cobrar por seus serviços de educação, afinal, as pessoas que trabalham nesses lugares também precisam de uma fonte de renda.

Mas se o serviço oferecido por essas organizações é o que vai tornar possível seus estudantes conquistarem uma renda maior, isso significa que oferecer condições de pagamento facilitadas no início do curso permite atender um número maior de pessoas que ao final dos estudos vão poder honrar o pagamento dos seus serviços sem se preocupar.

Cursos técnicos e profissionalizantes costumam cobrar pagamentos únicos ao invés de mensalidades recorrentes, e embora o parcelamento no cartão de crédito seja algo comum, o número limitado de parcelas e a falta de acesso à crédito ainda deixa pessoas com menor renda isoladas dessa oportunidade.

Assim, escolas que oferecem cursos realmente transformadores devem optar por uma alternativa ainda mais exclusiva: o parcelamento no boleto em até 24 vezes.

Como funciona o parcelamento no boleto em 24 vezes

Nada mais do que outra opção de pagamento, o parcelamento no boleto é uma alternativa destinada àquelas pessoas que não possuem altos limites de crédito e precisam de um tempo para aumentar a renda que será usada para pagar pelos estudos.

Assim, os estudantes têm a liberdade de escolher outras formas de pagamento mais tradicionais – como o pagamento à vista ou o parcelamento no cartão de crédito – e apenas quem realmente não tem outra alternativa pode aproveitar o parcelamento no boleto para investir na educação e, consequentemente, no seu aumento de renda.

O impacto dessa forma de pagamento tem benefícios para os dois lados: os estudantes conseguem melhorar suas qualificações para conquistar novas oportunidades profissionais e as instituições de ensino aumentam o número de matrículas ao acessar um novo público que era deixado de fora anteriormente.

Facilitando o acesso à educação na prática

Para oferecer esse tipo de facilidade na sua instituição de ensino, é importante contar com a ajuda de parceiros confiáveis e com experiência na área, garantindo um processo confiável para todas as partes envolvidas. E isso a Provi sabe bem como fazer.

Contando centenas de estudantes beneficiados por nossas soluções de pagamento em todo o Brasil, a Provi se especializou em ajudar pessoas a alcançarem a educação que precisam para mudar de vida – inclusive com uma análise de crédito inovadora que facilita o acesso de pessoas com baixas classificações de crédito.

Com opções pensadas para todos os perfis de estudantes e instituições de ensino, nosso esforço para beneficiar quem mais precisa tem também a ajuda de parceiros de peso como a Yunus Negócios Sociais, organização que supervisionou nossa captação de 50 milhões de reais e que tornou a Provi o primeiro social bond de educação do Brasil.

Se a sua instituição de ensino tem um potencial verdadeiro para transformar vidas, entre em contato com a nossa equipe para descobrirmos como podemos revolucionar a educação juntos.

New call-to-action

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.