3 dicas para aumentar o crescimento de escolas

Veja estratégias simples de implementar e que podem fazer muita diferença nos resultados, e aumentar o crescimento de escolas.

Um desafio constante para quem trabalha em escolas é conquistar inscrições nos cursos oferecidos. O mercado é cada vez mais competitivo, e mesmo instituições já bastante reconhecidas precisam lutar para se destacar em meio às opções disponíveis.

Não é suficiente apenas garantir que o conteúdo oferecido no currículo de cada disciplina seja de alta qualidade e esperar que os alunos venham correndo atrás de você. A busca ativa por interessados faz parte da rotina de quem vive nesse ambiente, afinal os alunos são seus clientes finais, e sua escola precisa deles para sobreviver.

É claro que conseguir esse crescimento de inscrições não é tarefa fácil. Além de todo o trabalho envolvido no dia-a-dia operacional das instituições de ensino, reservar recursos para aumentar a base de alunos pode parecer quase que impossível, mas a verdade é que no meio de toda essa loucura existem alguns pontos de atenção que podem fazer toda a diferença.

Separamos aqui alguns desses tópicos simples que merecem um pouquinho de reflexão, comparando com a realidade da sua escola:

1. Conheça seu público

Ao primeiro olhar pode parecer óbvio, mas é de grande importância saber com quem você está se relacionando. Não só esse é um ponto importante para direcionar seus esforços de comunicação, mas também em toda a estruturação da sua escola.

Faz sentido oferecer um curso com carga horária de oito horas por dia se os interessados são todos profissionais ativos no mercado, ocupados em horário comercial? Ou estruturar um curso online EAD se o público-alvo não tem acesso à internet? Bom, é claro que eu extrapolei muito nos exemplos aqui, mas deu pra pegar a ideia.

Também é fundamental basear a compreensão de quem é seu público em fatos, não em achismos. Um erro muito comum é achar que você sabe tudo sobre seu público-alvo só porque seu perfil é parecido. Não caia nessa.

Invista trabalho em definir uma persona. Faça pesquisas com possíveis clientes, com atuais alunos, e até plataformas que você já pode ter na sua organização (como as mídias sociais ou ferramentas analíticas) para entender onde é que você e sua escola estão pisando.

Saber a linguagem do seu público, as necessidades, as preferências, os canais onde ele se comunica e como você pode ajudar ele a atingir seus objetivos vai te ajudar a investir seus recursos da melhor maneira possível, otimizando os resultados obtidos.

2. Mensure sua divulgação

Uma coisa que também pode fazer bastante diferença no crescimento da sua organização é acompanhar os resultados de seus esforços de comunicação. Ainda hoje existem situações em que empresas investem dinheiro em atividades que podem trazer pouco ou até nenhum retorno, e acabam perdendo oportunidades melhores.

Aqui, duas coisas são muito importantes de se ter em mente: seu público e seus objetivos. Como já foi dito, entender as necessidades do seu público-alvo vai ajudar na otimização dos recursos investidos na comunicação, mas também é preciso saber claramente quais os objetivos de cada ação para entender se ela foi ou não boa para a escola no fim das contas.

Nem sempre a sua divulgação precisa ter o objetivo direto de vender mais matrículas, por exemplo. Pode ser que a marca precise ganhar mais reconhecimento no mercado, e patrocinar um conteúdo em mídias sociais que alcance muitas pessoas mesmo sem gerar nenhuma nova matrícula seja considerado um sucesso. O importante é entender o motivo de cada esforço feito pela sua equipe.

As ferramentas usadas pelo marketing digital, como Facebook Ads e Google Analytics, são capazes de entregar relatórios muito ricos, com vários dados disponíveis para que você mensure os resultados desse tipo de comunicação, mesmo para quem não tem tanta experiência na área. Use esse tipo de facilidade a seu favor, e tente ao máximo mensurar também o retorno de ações offline de maneiras criativas, como anunciar um código promocional exclusivo durante uma palestra de divulgação.

3. Foque no resultado

Hoje em dia as pessoas vivem cada vez mais corridas, sem tempo pra perder, e na sua escola isso não deve ser diferente. É fácil acabar se atolando em atividades intermináveis sem objetivo claro, e quando você tenta analisar qual o resultado real que aquilo vai trazer para a sua organização acaba vendo que ele pode ser até inexistente.

Lembre-se sempre de investir seus esforços em atividades que gerem resultados reais. Quando possível, busque maneiras de automatizar tarefas repetitivas do dia-a-dia ou organize a rotina para diminuir o tempo gasto com atividades que podem ser resolvidas rapidamente.

Existem ferramentas que podem te ajudar a solucionar problemas rapidamente com colegas de equipe sem precisar de uma reunião demorada (como o Slack), e outras que integram diferentes plataformas evitando retrabalhos desnecessários (como o Zapier), e você pode ter essas tecnologias ao seu lado.

Outra dica legal é sempre lembrar da Matriz de Eisenhower na hora de avaliar uma atividade. Ela vai te ajudar a definir prioridades e orientar melhor o seu trabalho:

Matriz de Eisenhower

Claro que os desafios de se gerir uma escola são vários, e aqui só estão alguns que podem acabar ficando de lado na rotina de trabalho e gerar grandes problemas. É importante ter em mente que o ambiente competitivo está cada vez mais dinâmico, e você precisa estar no mesmo ritmo para levar sua organização ao sucesso.

Esperamos que as dicas desse texto ajudem sua escola a alcançar resultados cada vez mais incríveis, e não esqueça que você pode sempre contar com a Provi para alavancar seu negócio ainda mais.

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.