Como começar a investir bem o seu dinheiro

Entenda suas prioridades financeiras para definir seus objetivos e decidir as melhores opções de investimento para você. Saiba como começar a investir o seu dinheiro.

Mesmo com inúmeras opções de bancos e corretoras por aí, ainda é comum que as pessoas sintam-se perdidas quando o assunto é investimento.

A falta de uma educação financeira sólida na cultura brasileira faz com que o mundo dos investimentos pareça algo totalmente fora da realidade de uma pessoa comum. Pode ter gente que imagina que esse papo de investimento é só para aqueles famosos tubarões do Shark Tank, assim como não é difícil achar alguém que se sinta tranquilo por cuidar bem do próprio dinheiro: já está tudo bem investido na poupança.

É verdade que investimentos financeiros podem sim se abrir em um universo extremamente complexo cheio de siglas, taxas, números e prazos, mas também é verdade que mesmo com um conhecimento mais básico você consegue investir seu dinheiro de uma maneira mais inteligente do que guardar tudo embaixo do colchão.

Para começar a aproximar você desse ambiente nebuloso e confuso dos investimentos, esse texto vai apresentar algumas considerações e orientações importantes para qualquer iniciante que queira começar a investir.

Saiba suas prioridades financeiras

O primeiro passo para começar a investir de maneira consciente é entender a situação geral das suas finanças pessoais. Não faz sentido começar a analisar opções de investimento se tem cobrador correndo atrás de você dia sim, dia não, né?

No blog da Provi nós já falamos um pouco sobre como organizar as finanças pessoais, e antes de mais nada é bom você parar e compreender de fato como está o seu dinheiro hoje. Quanto você ganha? Quanto você gasta? Onde está o seu dinheiro? Você tem dívidas abertas?

Se você nunca fez algo para organizar as finanças, pode ser que antes de começar a investir você deva se preocupar em construir uma reserva financeira. Enquanto os investimentos são feitos com o objetivo de gerar retorno financeiro, a reserva financeira é o que vai te dar maior segurança e estabilidade para tomar outras decisões.

Reserva de emergência pronta, dívidas quitadas e finanças mapeadas? Maravilha, agora sim é hora de começar a se preparar para investir de verdade.

Defina os objetivos do investimento

Como eu comentei agora há pouco, o objetivo geral de investir é obter algum tipo de retorno ou ganho financeiro, mas qual é o seu objetivo final para esse dinheiro?

Normalmente os objetivos são categorizados de acordo com a janela de tempo, podendo ser de curto (até 2 anos), médio (de 2 a 5 anos) ou longo prazo (mais de 5 anos). Pode parecer muito distante pensar em algo daqui a 5 anos, mas listar todas essas metas vai ajudar você a manter a motivação e o foco durante o processo de investimento.

Viajar para fora do país, comprar um carro, começar um curso, fazer uma festa de casamento, enfim, entenda quais são os seus objetivos para que você possa planejar de verdade quanto de dinheiro vai precisar para atingir determinada meta em determinado tempo.

Para te dar um exemplo prático: garantir a aposentadoria. Para saber como investir no sentido de ter uma aposentadoria confortável você vai precisar saber quando quer se aposentar e quanto de dinheiro precisa para ter tranquilidade.

Sabendo disso você vai poder analisar as diferentes opções de investimento, taxas, prazos e todo o resto (inclusive, aqui você encontra algumas dicas importantes sobre aposentadoria).

Conheça diferentes opções de investimento – Como começar a investir

Ótimo, finanças organizadas e objetivos definidos: hora de investir! Mas investir em que?

Uma coisa muito importante para escolher qualquer opção de investimento é saber qual é o seu perfil de risco, que pode ser conservador (aceita baixo risco), moderado (aceito médio risco) ou arrojado (aceita alto risco).

Qualquer tipo de investimento oferece algum nível de risco e, de forma geral, quanto maior o risco, maior o retorno. Investimentos mais arriscados geralmente devem ter janelas de longo prazo, já que ao longo do tempo eles costumam superar a rentabilidade de opções mais conservadoras.

Aqui vão alguns exemplos de investimentos separados de acordo com as diferentes categorias de risco:

Investimentos conservadores:

  • Ativos em renda fixa atrelados ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário)
  • Títulos com proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC)
  • Certificados de Depósitos Bancários (CDB)
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI)

Investimentos moderados:

  • Títulos prefixados do Tesouro Direto
  • Ações de empresas sólidas
  • Títulos do tesouro atrelados ao CDI
  • Ativos indexados à inflação

Investimentos arrojados:

  • Ações
  • Fundos multimercados
  • Opções

Diversifique seus investimentos

“Agora sim! Sei que meu perfil é conservador e quero resgatar meu dinheiro daqui a 2 anos. Me dá tudo nesse CDB aí!”

Calma.

Ninguém é capaz de prever o futuro – 2020 deixou isso bem claro – e imagina se, de repente, algum acidente acontece e essa sua opção de investimento vai por água abaixo. É melhor garantir alguma segurança distribuindo seu dinheiro entre investimentos diferentes.

O exemplo acima é bem exagerado mas, de forma geral, diversificar os investimentos ajuda a proteger seu dinheiro da volatilidade geral do mercado. Assim, caso uma das suas escolhas de investimento seja ruim ou esteja indo mal, a tendência é de outros investimentos melhores compensar essa desvantagem e manter uma saúde média positiva.

Estude diferentes opções, diferentes prazos, diferentes taxas e diferentes condições de investimento. Pode ser um trabalho cansativo e que demande algum tempo, mas isso é bastante importante para que você tome decisões de investimento mais inteligentes.


Cada pessoa tem seus próprios objetivos de investimento e situação financeira única, então não pense que existe uma fórmula mágica que vai garantir resultados financeiros espetaculares para qualquer pessoa.

Vale também considerar que investir nos seus estudos e capacitação profissional pode ser uma alternativa bastante válida para trazer retornos intangíveis – como satisfação e realização pessoal – e bastante tangíveis – como uma promoção no seu trabalho.

E melhor ainda: para esse tipo de investimento você pode sempre contar com a ajuda da Provi. Com nosso financiamento descomplicado você consegue transformar sua carreira sem se preocupar com dinheiro.

Nova call to action

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.