Como controlar os gastos para melhorar as finanças

Organizar gastos, planejar compras, evitar impulsos e ficar de olho no crédito são atitudes simples que você pode colocar em prática hoje mesmo para controlar seus gastos.

Apesar de existirem vários aplicativos de organização financeira, blogs e artigos sobre finanças e até regrinhas já conhecidas por todo mundo como o “não gastar mais do que ganha”, ainda tem gente que se atrapalha com dinheiro e acaba tendo surpresas indesejáveis no fim do mês.

Aqui mesmo no blog da Provi nós já compartilhamos dicas para organizar as finanças pessoais, como fazer para construir uma reserva financeira e até algumas ideias de organização financeira para profissionais autônomos, mas para ajudar você a dar um primeiro passo rumo ao controle financeiro esse texto vai mostrar algumas dicas práticas para começar pelo básico: fazer o controle dos seus gastos.

Como controlar os gastos?

Anote e categorize seus gastos

Se você é mais tradicional pode preferir registrar tudo em um caderninho ou planilha, mas se quiser uma solução mais fácil existem vários aplicativos gratuitos de organização financeira como o Guiabolso e a Olivia para ajudar você a manter o registro de para onde seu dinheiro está indo.

A verdade é que não importa como você vai anotar essas informações, desde que faça isso para todos os seus gastos. Por mais que pareça insignificante aqueles centavos que você gastou com uma bala na padaria ou algo do tipo, quando chega o fim do mês a soma desses pequenos gastos podem surpreender e fazer a diferença nas contas.

Além disso, crie categorias para cada gasto. Dividir tudo o que você gasta em categorias pré-definidas como moradia, alimentação, lazer, saúde, transporte e etc., vai ajudar você a identificar onde estão os seus maiores gastos e oportunidades de economia.

Planeje e organize suas compras

Por mais que pareça trivial, o hábito de fazer aquela velha listinha antes de ir ao supermercado pode não só ajudar a economizar com as compras do mês como também se aplicar a outros momentos de compra. Seja andando entre os corredores do mercado com seu carrinho ou navegando pelo catálogo de algum e-commerce, saiba exatamente o que você quer comprar antes de ir de fato às compras.

Listar tudo o que você precisa comprar ajuda, é claro, a não esquecer nenhum item importante mas também serve para manter o foco e comprar apenas o que é necessário. Se você faz essas listas antecipadamente, isso também permite que você compare preços e aproveite promoções ou oportunidades especiais para adquirir alguma coisa do seu planejamento.

Compras pela internet podem ser mais fáceis de fazer uma comparação de preços já que você pode simplesmente acessar diversos sites e ver as opções disponíveis em cada um. Mesmo que as compras físicas não tenham essa facilidade, algumas grandes redes de supermercado já oferecem aplicativos próprios que você pode usar para esse tipo de pesquisa, e até mesmo prestar atenção em asteriscos e preços promocionais na estante do mercado podem ser importantes para controlar os gastos.

Evite gastos supérfluos e impulsivos

A dica anterior já vai ajudar bastante você a evitar gastos desnecessários e manter o foco na hora das compras, mas vale a pena reforçar esse ponto porque ele pode impactar bastante a sua saúde financeira, seja em compras físicas ou pela internet.

Você já deve ter reparado que a maioria dos bares, mercados e restaurantes disponibiliza uma infinidade de balas, chicletes, bombons e outras coisinhas do tipo perto do caixa, e os preços geralmente são bem mais altos do que se você comprasse em quantidade. Essa é uma tática comum de incentivar a compra por impulso. Você está pagando a conta do seu jantar e nem pediu sobremesa, qual o problema de gastar mais um ou dois reais em um chocolatinho? Na hora pode parecer algo indiferente, mas lembre-se que somando essas ocasiões no fim do mês a surpresa pode ser bem ruim.

Para as compras digitais, além de evitar ficar navegando a toa por sites de e-commerce e correr o risco de fazer uma compra não planejada, uma dica que pode ajudar bastante é descadastrar seu e-mail de newsletter e listas promocionais. Lembre-se que o objetivo desse tipo de e-mail é vender, mesmo que você não queira comprar. Se alguma coisa chegou na sua caixa de entrada e chamou sua atenção, provavelmente você não está precisando desesperadamente daquele item e pode investir um tempo para planejar melhor aquela compra quando for mais conveniente.

Tenha cuidado com o cartão de crédito

Por fim, aquele que bastante gente considera o vilão das contas no fim do mês: o cartão de crédito.

É claro que o cartão de crédito pode ser um ótimo aliado quando você precisa comprar algo e ainda não tem o dinheiro por conta de todas as facilidades de limite de crédito e opções de parcelamento, mas quando você perde o controle dessa alternativa ela pode se tornar um grande problema para as suas finanças.

Exatamente por conta dos limites de crédito e compras parceladas, o cartão pode te ajudar a gastar mais do que você tem e só encarar o resultado quando a fatura chegar no fim do mês. Aqui o importante é ter consciência na hora de usar o cartão, aproveitando as facilidades que ele oferece mas evitando fazer compras em muitas parcelas e prestando atenção ao valor que está sendo adicionado à fatura após cada compra.


Acho que ficou claro que não é preciso nenhuma mudança absurda para começar a organizar melhor as suas finanças, né? Essas dicas são simples e você pode colocar em prática agora mesmo, e quanto antes começar, antes você vai perceber os resultados.

Para conferir mais dicas sobre finanças além de outros conteúdos interessantes sobre tecnologia e educação, confira os outros artigos do blog da Provi e continue acompanhando para não perder as novas publicações liberadas semanalmente por aqui.

Veja mais sobre o autor

Matheus Torrano

Apaixonado por criatividade e inovação, busco maneiras de tornar as vidas das pessoas mais felizes com o meu trabalho.