Entendendo de uma vez por todas o que são bootcamps (e porquê vale a pena apostar nesse formato)

Já faz um tempo que os bootcamps chegaram ao Brasil, mas seu significado ainda é cercado de muitas dúvidas. Do que se trata esse tipo de formação? Será que quem se forma por um bootcamp está realmente preparado para atuar no mercado? Continue lendo para compreender porquê os bootcamps merecem sua atenção.

De uma forma bem prática, conhecemos os cursos profissionalizantes como aqueles que preparam os alunos para exercer uma determinada profissão, certo? E dentre cursos livres, técnicos e tantas outras modalidades que existem, a maior diferença entre eles é o tempo de duração do curso – e uma das mais novas propostas nesse formato são os bootcamps.

Apesar de o modelo educacional ser recente, o termo teve origem na época da Guerra Fria. Um bootcamp era um intensivão de práticas que os soldados tinham que aprender diretamente em campo, antes de um confronto. Assim, eles treinavam todas as técnicas de ataque e defesa colocando a mão na massa e vivenciando a experiência tal como seria na prática, para se preparar adequadamente (ou seja, um Treinamento de Campo). Afinal, não adianta conhecer todos os conceitos e teorias e não saber como aplicá-los na vida real, não é?!

Com o tempo o termo que, a princípio, era “base camp”, evoluiu para “bootcamp”, saiu das estratégias militares e chegou para diversas outras áreas, como no desenvolvimento de práticas empreendedoras, treinamentos de equipes de e-Sports e, mais recentemente, para as formações profissionais. Mesmo com essa evolução, o conceito de um bootcamp continua sendo o mesmo: uma imersão completa num assunto específico, durante um período relativamente curto.

Para quê serve um bootcamp?

O início da aplicação dos bootcamps na área do ensino se deu em cursos de tecnologia, mas hoje já abrange outros segmentos. A proposta é que o aluno consiga absorver o máximo do conhecimento teórico enquanto tem a oportunidade de aplicá-los na prática, de forma integrada. Deste modo, o aluno conquista uma formação completa a curto prazo e com baixo investimento; principalmente se comparado com uma graduação, por exemplo.

New call-to-action

Sendo assim, o tempo é a menina dos olhos em questão. Ideal para jovens ou para profissionais que desejam mudar de carreira, os bootcamps são realizados num breve período, porém com uma alta carga horária; ponto que exige bastante dedicação do aluno, que deverá ter foco para lidar com a densidade do curso e aproveitar ao máximo para absorver conhecimentos e testar habilidades.

Quais são os diferenciais de um bootcamp?

Já está claro que a curta duração é o principal atrativo desse formato, porém não é o único. Bootcamps costumam ser considerados a melhor forma de aprender o mais importante de uma carreira de forma prática, o que já se diferencia de boa parte das outras modalidades, que contam com uma grande carga teórica.

Além disso, uma formação através de um bootcamp permite que o aluno vá além do bê-a-bá da sua especialização, evoluindo também soft skills como a comunicação, network, tomada de decisões, trabalho em equipe e tantos outros, e o essencial: vivenciar a rotina da profissão, lidando com problemas e dinâmicas que enfrentará numa empresa.

Voltando para a comparação com cursos de graduação e outros de longa duração, como citamos anteriormente, o bootcamp leva a preferência, já que pode contribuir para uma entrada mais rápida no mercado de trabalho com poucos recursos, mas com uma qualificação a altura, apesar de um formato não substituir o outro, cabendo a pessoa avaliar quais são as melhores alternativas para o seu momento e objetivos de carreira.

Portanto, investir em profissionais que se especializaram em bootcamps é garantir mais do que somente uma mão de obra qualificada: é trazer para a empresa um profissional que, ainda que seja júnior, já vivenciou a dinâmica da área, conhece os conceitos, ferramentas e práticas e saberá atuar na rotina do time com criatividade e visão estratégica

A Provi tem soluções de aceleração de profissionais juniores que podem ajudar a sua empresa nesse desafio de transformar o cenário da tecnologia. Temos mais de 1.000 escolas parceiras que preparam profissionais para o mercado e diversas soluções para conectar esses profissionais às empresas. 

Também contamos com renomadas escolas parceiras na modalidade Income Share Agreement que, junto conosco, viabilizam o acesso à bootcamps para transformar a educação brasileira, nos mais diversos perfis de curso. Clique para conhecer as propostas da Digital House, Instituto Infnet, Kenzie, Growdev, Labenu, Cubos Academy, Le Wagon, Resilia, Galena, Tera, Responde Aí e Harve.

Quer saber mais? Fale com a gente!

Nova call to action

Veja mais sobre o autor

Carolina Sime

Analista de Marketing aqui na Provi, me encanto por cultura, entretenimento e inovações que busquem impactar positivamente o mundo.