Plano de gestão escolar: o que é e como fazer

Conheça quais são os pontos essenciais para um bom plano de gestão escolar e como ele vai ajudar sua a escola a alavancar os negócios.

Assim como empresas precisam investir tempo e esforço na elaboração de um planejamento estratégico que vai garantir o bom andamento dos negócios, escolas e instituições de ensino também devem ter a mesma preocupação ao elaborar um material bastante similar mas com um nome diferente: o plano de gestão escolar.

Da mesma forma que o planejamento estratégico ajuda a nortear as atividades e decisões de uma empresa ao longo do ano, o plano de gestão escolar é o que vai ajudar as pessoas responsáveis pela gestão da escola a manter todas as atividades do negócio alinhadas ao objetivo definido durante o planejamento.

O que é um plano de gestão escolar

O plano de gestão escolar serve como uma ferramenta para a otimização da gestão escolar. É um documento contendo todas as informações relevantes para entender qual a situação da escola em dado momento, quais os objetivos que ela quer atingir após certo período e quais serão as ações tomadas para cumprir essas metas.

Apesar de cada escola ter suas especificidades que devem ser consideradas no processo de planejamento, de forma geral um bom plano de gestão escolar deve contemplar:

  • Calendário da escola
  • Parcerias estratégicas
  • Quadro de funcionários
  • Metodologias de ensino
  • Eventos e ações da escola
  • Controle de recursos e dados financeiros
  • Número de estudantes ou matrículas ativas
  • Taxa de estudantes que deixam a escola por período

Quanto mais rico e detalhado for o seu plano de gestão, melhor. Isso vai garantir que a pessoa responsável pela execução desse plano tenha acesso a todas as informações necessárias para tomar boas decisões e garantir que a escola está seguindo no caminho correto.

Como montar um plano de gestão escolar eficiente

Por ser um documento tão importante no crescimento e desenvolvimento de uma escola, é essencial que o processo de elaboração do plano de gestão escolar conte com a ajuda das diferentes pessoas envolvidas no dia a dia da organização. Isso ajuda a trazer pontos de vista diferentes que podem gerar uma compreensão mais detalhada da situação real da escola e quais devem ser as prioridades do plano.

Entenda profundamente a situação atual da escola

Essa primeira etapa é essencial na elaboração de um plano de gestão escolar eficaz, já que é aqui que você vai identificar vários dos pontos a serem abordados nos próximos pontos do plano.

Fazer um retrato completo da situação atual da escola permite descobrir pontos de atenção nas mais diversas áreas, como problemas na aquisição de novas matrículas, surgimento de escolas concorrentes, opiniões e feedbacks dos estudantes sobre a qualidade do ensino e muito mais. Identificar essas necessidades no começo do processo vai ajudar na elaboração de planos de ação eficazes nas próximas etapas.

Desenvolva o Projeto Político Pedagógico (PPP)

O Projeto Político Pedagógico é um documento fundamental para um bom plano de gestão escolar. Focado em questões educacionais, esse material vai deixar claro de que forma a escola vai trabalhar para otimizar suas atividades do ponto de vista do ensino.

As três palavras que formam o nome do documento explicam bem qual é o seu objetivo:

  • Projeto: lista quais as ações a serem executadas pela escola ao longo de um certo período de tempo.
  • Político: considera o impacto da escola na formação de cidadãos responsáveis e críticos que vão compor a nossa sociedade.
  • Pedagógico: lista e define quais são as atividades e projetos necessários para que a escola entregue um sistema de ensino de alta qualidade aos estudantes.

Liste as metodologias educacionais da escola

É importante que o plano de gestão escolar contemple também quais as metodologias que a escola usa ou pretende utilizar ao longo do período abordado no planejamento. Esse ponto vai permitir que a escola identifique potenciais pontos de melhoria em sua abordagem educacional ou até oportunidades de inovação que vão aumentar sua competitividade no mercado de ensino.

O modo como interagimos com conteúdo e aprendemos novas habilidades foi se alterando ao longo do tempo, e garantir que a sua escola consegue oferecer um aprendizado efetivo para os estudantes é essencial para o sucesso do negócio.

Se a sua escola não faz uma revisão das metodologias de ensino há algum tempo, essa é uma ótima oportunidade para se aprofundar nessa atividade. Escolas puramente presenciais podem decidir adotar estratégias mistas, como o blended learning, e mesmo escolas já totalmente digitais podem procurar oportunidades de inovação para garantir um serviço de qualidade

Analise a situação financeira do negócio

Como qualquer outro tipo de negócio, escolas também devem estar sempre atentas ao controle financeiro da organização para evitar surpresas desagradáveis e garantir a sustentabilidade da operação.

Escolas passando por dificuldades financeiras podem acabar se deparando com situações onde é necessário demitir funcionários, reduzir investimentos em marketing, diminuir a qualidade do ensino e várias outras medidas que podem virar uma bola de neve de problemas que poderiam ser evitados.

Para essa análise financeira, considere informações como custos da operação, entrada e saída de recursos financeiros, datas de pagamentos, projeções de orçamento ao longo do tempo e até recebimentos de matrículas e oportunidades de geração de receita incremental.

Considere toda a equipe e parceiros no processo

Conforme já citado anteriormente, envolver diferentes pessoas no processo de planejamento pode ajudar a produzir um plano mais detalhado e rico em informações e perspectivas.

Busque a participação de professores e outros membros da sua equipe, colete opiniões e ideias dos seus estudantes e busque envolver até mesmo seus parceiros e fornecedores no processo de criação do plano de gestão escolar. É claro que as decisões finais sobre os objetivos e projetos da escola serão tomadas por quem está à frente do negócio, mas tendo essas diferentes fontes de informação disponíveis fica mais fácil encontrar o caminho certo para os negócios.

Elabore metas e planos de ação

Após coletar e organizar todas essas informações, é hora de definir quais os objetivos que a escola pretende completar ao fim do período contemplado no plano e quais serão as medidas tomadas efetivamente para atingir essas metas.

Aqui, é importante que os objetivos e metas sigam as características SMART, ou seja, que sejam metas específicas (Specific), mensuráveis (Measurable), atingíveis (Achievable), relevantes (Realistic) e temporais (Timely). Isso ajuda a elaborar planos de ação realistas que podem ser acompanhados ao longo do tempo e que estejam verdadeiramente alinhados aos objetivos propostos no plano de gestão.

Faça um monitoramento ativo do plano

Ter todo esse trabalho para deixar o plano de gestão engavetado no escritório ou esquecido em alguma pasta do seu computador não vai ajudar em nada.

Garanta que existe uma pessoa – que pode ser você – responsável por monitorar qual está sendo o desempenho da escola em relação ao plano de gestão escolar e o que é necessário fazer para assegurar o bom andamento deste plano.

Essa pessoa deve ter a sensibilidade para identificar quando existe a necessidade de alterar algum ponto do plano original por conta de grandes mudanças na situação da escola, mas seu papel principal é atuar como uma guardiã do plano e ajudar todas as outras pessoas envolvidas no dia a dia da escola a trabalharem rumo aos objetivos estabelecidos inicialmente.


A Provi é uma fintech de financiamento educacional que já ajudou mais de 350 escolas parceiras a alavancarem seus negócios com soluções para aumentar as vendas de cursos profissionais. Para saber como nossos produtos podem ajudar a sua escola a crescer no ritmo que você estabeleceu no seu plano de gestão escolar e resolver seus problemas com a aquisição de estudantes, entre em contato com a nossa equipe.

Veja mais sobre o autor

Taynar Costa

Tenho paixão por criar experiências de impacto e com valor.